sábado, maio 06, 2006

Wonderland e a volta contra a burrice.

"O Brasil é um asilo de lunáticos onde os pacientes assumiram o controle". Nunca a frase de Paulo Francis fez tanto sentido quanto neste momento. É exatemente a sensação que toma conta de mim e mais cinco ou seis pessoas que insistem em pensar nesta terra desgraçada. Digo pensar no sentido efetivo da palavra. Outros 99,99% sofrem da síndrome de Caetano Veloso. Acham tudo lindo.

Ninguem me avisou que vivo em Wonderland. O ápice da idiotia nacional no momento é a não-reação do des-governo à apropriação --roubo--, por parte dos lunáticos Chávez/Morales, do patrimônio da Petrossauro. Longe de mim defender esse câncer nacional, bem pelo contrário. A situação ilustra muito bem a incompetência da tal companhia e seu papel de serviçal do estado --leia-se a gangue petista. Nós otários, apenas assistimos e pagamos a conta no posto da esquina e embutido nos custos de toda a produção. Não vou explicar esta equação, quem não entender desista.

Que indígenas com QI de ameba roubem companhias estrangeiras nos seus territórios, igualmente habitados por seres idiotas-master, não é de se admirar. Inclusive se elegeram com esse discurso terceiro-mundista. O incrível é o líder da gang dos quarenta ladrões defender tal atitude. Lula não só acha revolucionário a Bolívia defender seus recursos naturais como se sente parte da revolução. Mesmo que isso signifique um prejuízo monumental para o país que ele "governa".

Lula como sempre posa de ingênuo, e o povo acredita! (Pausa para vomitar.) Ele não sabia o que se passava debaixo do seu nariz, enquanto a gang pilhava o estado. Agora não sabe que Chávez já é o líder do povo mais idiota do mundo. Posto que Lula acreditava já ser dele. O que vem a seguir? Não possuo imaginação para tal.

Os fatos são claros. É fato também que com a idiotice na mente da massa, mais cedo ou mais tarde isso será usado a favor do governo. O objetivo é claro. O ambiente esta pronto. Não restam alternativas. A estupidez tomou as rédeas.

A Volta.

Volto a escrever neste blog por puro exercício de idiotice. Quem lia antes sabe que repito sempre a mesma coisa. Muitos passaram a escrever o mesmo. Desisti. Apartir de agora vou descer o cacete na burrice novamente. Não quero tornar ninguém mais inteligente, isso não é possível. Meu único objetivo é provocar a ira dos ignaros. A ignorância é a maior epidemia em ação no mundo de hoje.

by Gus Durden : 17:02 : | :

domingo, junho 05, 2005

Röyksopp - The Understanding



Já está disponível na rede o novo e segundo álbum do duo norueguês Röyksopp. Depois de emplacar três mega hits em 2002 com Melody A.M. --"Eple", "Poor Leno" e "Remind Me"-- serem aclamados em festivais pelo mundo e realizado remixes para diversos artistas, somente agora conseguiram reunir material inédito, gravado em pequenos intervalos e até apresentações ao vivo para finalizar The Undesrstanding.


O resultado do trabalho feito on the road por Brundtland e Berge é muito bom, faixas deliciosamente pop como "49 Percent", outras mais densas como "Triumphant" que abre o álbum, muitos possíveis hits para as pistas, entre eles "Only This Moment" e chill out da melhor qualidade, "Boy".
O álbum é altamente recomendável.

Para os que ainda nem ouviram Röyksopp --é possível?-- procure os dois, procure os remixes, procure o clip de "Remind Me", enfim, ouça Röyksopp, e me agradeça depois.

Como estou incrívelmente com boa vontade ultimamente e na já batida tarefa de educar as massas --pelo menos na minha utópica e furada idéia-- vou colocar aqui 3 faixas num playlist exclusivo e não satisfeito vou ainda deixar o link do .torrent do álbum completo que só sairá oficialmente em julho. Sim, até eu me surpreendo com essa bondade toda. Vocês definitivamente não merecem.

As faixas:

01 - Triumphant
02 - Only This Moment
03 - 49 Percent
04 - Boys
05 - Follow My Ruin
06 - Beautiful Day Whitout You
07 - What Else Is There
08 - Circuit Breaker
09 - Alpha Male
10 - Someone Like Me
11 - Dead To The World

Baixe o .torrent do álbum completo aqui.
[powered by mininova]

Para o download do álbum é necessário um cliente torrent instaldo, recomendo o Bitcomet.

Web Player:







requires flash 7 plugin, click to start

MP3 playlist (M3U)

View complete setlist [powered by WebJay]

by Gus Durden : 05:29 : | :

sexta-feira, junho 03, 2005

Set Lists - Nu Jazz #1




Já que falo de música por aqui vou criar setlists curtos de boa música --sempre no objetivo de adestrar a massa ignóbil com as boas coisas da vida.

Para começar Jazz! O novo jazz. Um set com nove músicas da melhor qualidade, recomendo ouvir, baixar e levar no seu ipod, celular ou qualquer que seja seu personal player.

Ouça!

In this set:

Even Schiller / Pink Freud / Tosca / Unite Future Organization / Chromosomos / Xploding Plastix / Atjazz / Jaga Jazzist / Smoove

View complete setlist
[powered by webjay]

Web Player:







requires flash7 plugin, click to start

Windows Media playlist (ASX)
MP3 playlist (M3U)
RealAudio playlist (SMIL)

by Gus Durden : 02:37 : | :

segunda-feira, maio 23, 2005

Grandes Brasileiros I - Ivan Lessa



Meu único objetivo em escrever aqui --de graça, e prestem atenção a esse detalhe-- é instruir a horda, os ogros, os ignorantes, enfim, nós. Porque se você caro ignaro, ficar lendo jornal, revista e lista de best sellers --Paulo Coelho sucks!--, nunca sairá da parcela estúpida da população, que cientificamente comprovada --e eu assino embaixo-- é de 90% das pessoas em todo o mundo. Independente de credo, etnia, classe social, direção política --seria a prova de existência de tantos canhotos?-- ou nacionalidade. Vamos falar do que interessa a seres da camada não-estúpida. Você esta dentro?

Por isso vou escrever a série Grandes Brasileiros. Se fosse um jornal ou um livro de história figurariam nomes como Getúlio Vargas, Lula, FHC, Tiradentes, mas não é! Como eu disse é para a nata, e existem brasileiros --mas não confunda com carnaval/futebol/bundas-- que podem e devem ser citados.

Inicio a série com Ivan Lessa, não porque ele seja o número um, mas acho que é um dos menos conhecidos, digo isso pela minha geração e pelas mais novas. Lessa é mais um dos que figurou no lendário Pasquim, seus parceiros de escrita eram, entre outros, Francis, Millôr... E já não preciso citar mais ninguém.

Lessa vive há mais de 20 anos num auto-exílo em Londres e não pretende voltar nem vivo, nem morto ao Brasil. Garanto que se Diogo Mainardi, seu mais famoso pupilo, não vai a Cuiabá nem que o paguem, Lessa não vem ao Brasil nem que você ofereça uma bolada.

O passado de Lessa é muito bom, deve ser garimpado, principalmente no Pasquim. Em se tratando de livros, com alguma sorte você pode topar com Garotos da Fuzarca e Ivan Vê o Mundo, este último uma coletânea de crônicas.

Ivan é um defensor da crônica:

Por que nós, brasileiros, fizemos do gênero especialidade da casa --feito muqueca de peixe ou tutu à mineira?

A crônica é a nossa autobustificação, por assim dizer.

Ou, em termos da realidade atual: é a nossa autonomeação para assessor disso ou secretário daquilo outro.

(...)Quem não escreve por dinheiro não é digno da profissão.

Um romance vende cinco mil exemplares e o autor, com alguma sorte, pega o equivalente a uns tantos salários mínimos.

Se dividirmos tempo gasto no trabalho e na vida de estante do livro, vai dar nisso mesmo: salário mínimo.O cronista, por outro lado, mesmo mal pago ? e quando é bom não é esse o caso ?, tem uns cobres garantidos no fim do mês, se o empregador for bom pagador.


E o faz com maestria --viram a questão do dinheiro? Agora os mais desavisados --e espero que sejam muitos-- vão se perguntar: Onde eu encontro Ivan Lessa? Fácil. Em Londres. Mais exatemente BBC, e eu poderia deixar isso de lado, afinal uma gloogueada e você o acharia fácil, mas como o objetivo é lidar com "vocês", estão aqui os links:

BBC Brasil - Ivan Lessa

Coluna Livros e Autores

Entrevista com Ivan Lessa por Geneton Moraes Neto

Mais algumas crônicas

Chega. Com isso já podem caminhar com as próprias pernas, se forem capazes é claro, não tenho a menor pretensão de salvar alguém da paralisia intelectual com meia dúzia de linhas sobre o Lessa, não acreditem naquele papo do início do texto..

Deixo aqui o decálogo Ivan Lessa, selecionado pelo Geneton na ótima entrevista que vai ser lida. Vai?

Eu estou por fora de orixá, araçá azul, odara e mandacaru vermelho!

O Brasil deveria esquecer o cinema. Somos ruins.

Pateta, Mickey e o Pato Donald são vizinhos melhores do que o pessoal que infesta a Barra da Tijuca

Não há motivo algum para nos sentirmos à vontade no mundo! Os alienígenas somos nós.

O calor da sono. O frio me civiliza.

Não quero entrar com meu plangente violão do saudosismo, mas nosso jornalismo piorou muito mesmo.

Sempre fui muito mais velho e muito mais cético que Paulo Francis.

Ainda estou moço, só tenho 64 anos. Pode ser que a depressão ainda venha.

O que eu acho triste é o fato de meu livro sair!

Uma das vantagens de estar fora é que só recebo o disco de Caetano Veloso. Não sou obrigado a ouvir aquelas tolices enormes e aquelas bobajadas nas entrevistas.

by Gus Durden : 00:19 : | :

 
Web Ring Liberal
Ring Owner: Mail to Site: Web Ring Liberal
Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet
Site Ring from Bravenet